E se você tivesse a chance de, depois de sua morte, acertar as contas com o passado, relembrar algumas coisas, mudar outras, e apenas a segunda morte fosse definitiva?

O primeiro dia da segunda morte, livro da jornalista Mara Bergamashi cuja resenha que fiz para o caderno Prosa&Verso do jornal O Globo saiu publicada hoje, apresenta essa situação e seus desdobramentos. Um livro instigante que revela muito mais do que promete à primeira vista, e cujo texto bem construído guarda segredos e reviravoltas inesperadas.

Curioso? Clique na imagem abaixo para ler a resenha completa: