Etiquetas

, ,

ovos_coelhinhos_capa

Uma das tradições de Páscoa da minha infância, em Santa Catarina, era o ritual de pintura dos ovos de Páscoa. Durante meses eram guardadas casquinhas de ovos vazias para que fossem pintadas e recheadas de amendoim açucarado. É uma tradição que veio da minha avó materna, filha de alemães, e envolvia a família toda. Páscoa sem casquinhas coloridas com amendoim não era Páscoa.

Depois que me mudei para o Rio fiz questão de manter o ritual, mesmo com a família menor: éramos apenas meu pai, minha mãe e eu. Tão logo comecei a namorar o Marco, ele entrou logo na brincadeira e deu suas pinceladas. Depois que o Nicholas nasceu intensifiquei a comemoração, revivendo com ele outras tradições de quando eu era criança, como o ninho de palha feito na véspera da Páscoa para que o coelhinho deixasse os ovos e outras guloseimas. Lembro bem de acordar cedo no domingo e correr para ver o que havia para mim no ninho. Com o Nick incrementamos o ritual deixando uma cenoura no ninho para o coelho, que no dia seguinte amanhece quase toda comida.

Esse ano, por conta de sua idade (quase 5 anos), Nicholas está aproveitando muito mais os preparativos. Ele acompanha tudo e quer ajudar com tudo. E um dos pontos altos foi justamente a pintura dos ovos. Todo dia ele perguntava se tinha mais para pintar.

Nicholas e sua produção de ovos pintados

Nicholas e sua produção de ovos pintados

E para quem quiser preparar alguns para a Páscoa, aí vai um tutorial. Existem inúmeras técnicas para tingir casquinhas, desde corantes alimentícios (caso você vá usar os ovos cozidos para depois comê-los) até o uso de cera de abelha para conseguir efeitos mais elaborados. Vou mostrar aqui duas técnicas que costumamos fazer aqui em casa.

tijela_ovospascoa

Mas antes de pintá-los é preciso prepará-los. Para esvaziar as casquinhas, há duas maneiras de fazer. Se quiser manter os ovos vazios, com uma agulha ou prego fino faça dois furos pequenos, um em cada extremidade, e introduza um clipe aberto para furar a gema. Em seguida, sopre por um dos orifícios para que clara e gema saiam pelo outro lado. Se for enchê-los, como costumamos fazer com o amendoim açucarado, basta um furo na extremidade mais larga, e é preciso alargá-lo para que o confeito passe por ele. Nesse caso, remova totalmente a pele que fica dentro e deixe a casca de molho numa mistura de água e vinagre por aproximadamente uma hora, tomando o cuidado de que a mistura atinja o interior da casca. Depois disso, deixe secar com o furo para baixo. Eu costumo encaixá-las em palitos de churrasco para que a água escorra completamente. O ideal é que fique secando pelo menos de um dia para o outro.

A primeira técnica que vou mostrar é para fazer ovos mesclados. Como sempre faço casquinhas para encher, o furo é bem largo e dá para fazer sem problema. Nunca tentei fazer com o orifício pequeno. Você vai precisar de uma vasilha com água, palitos de churrasco espetados sobre alguma superfície (eu uso isopor) e alguma tinta com base de óleo, para que ela não se misture com a água, além de thiner ou outro solvente para limpar a sujeira depois. Eu usei tinta esmalte vitral, mas como teria de usar o solvente depois, não fiz junto com o Nicholas. O ideal é que você tenha luvas plásticas, ou daquelas médicas vendidas na farmácia.

tintanavasilha

Pingue algumas gotas de tinta na vasilha com água. O legal é misturar mais do que uma, mas não coloque muitas, senão com a mistura vai ficar tudo muito escuro. Em seguida, segure a casquinha com o dedo dentro do orifício e mergulhe na tinta dentro da vasilha, rapidamente, para que a tinta grude na casca. Em seguida, coloque-a sobre palitos de churrasco previamente preparados e deixe-as secar. É bom não exagerar na tinta, apenas uma camada fina, pois ela ainda vai escorrer.

Ovo mesclado feito com a técnica da tinta esmalte na vasilha com água

Ovo mesclado feito com a técnica da tinta esmalte na vasilha com água

A outra técnica é com tinta acrílica, e foi essa que usei junto com o Nicholas, por ela ser à base de água e não precisar usar solvente para limpar. Além de não ter cheiro. Para essa, além da tinta e dos palitos de churrasco, você vai precisar de pincel. Então é só colocar mãos à obra. Faça uma base de alguma cor e depois liberte sua criatividade para fazer enfeitar como quiser. Mas antes de enfeitar o ovo é preciso deixar secar a camada de base. Recomenda-se secar por pelo menos 24 horas, mas aqui no Rio, nessa época, em 12 horas já estava completamente seca.

Nicholas pintando ovo com tinta acrílica

Nicholas pintando ovo com tinta acrílica

Nicholas entretido na brincadeira

Nicholas entretido na brincadeira

Se você não tem muito jeito com pintura, há alguns recursos para enfeitar a sua casquinha depois de pintar a base. Uma ideia simples é usar o pinta-bolinhas, que você compra em papelarias ou lojas de artesanato. Com bolinhas você pode fazer diversos desenhos diferentes, basta usar sua imaginação. Outra opção, que também ajuda quem está com pouco tempo, é usar algum decalque e colá-lo sobre a base colorida. Esse ano estou fazendo a decoração de Páscoa com o fofo kit de Páscoa da Katia Bonfadini. Assim, para manter a harmonia com as outras peças, resolvi imprimir em papel glossy adesivo uma das peças do kit que tem o desenho do coelhinho-tema. Recortei o coelhinho e colei sobre as casquinhas. Desenhos menores funcionam melhor por conta da superfície arredondada do ovo. Nesse caso, fui colando e ajeitando o adesivo com os dedos, para que não ficasse enrugado, tomando o cuidado de não fazer muita pressão para não quebrar a casca. Como o papel glossy não é muito fino, ele fica com as pontinhas um pouco arrebitadas. Para evitar que o adesivo descolasse, usei um pincel macio para passar uma fina camada de cola branca sobre o coelhinho, passando um pouco das bordas e atingindo o ovo. Passei a cola delicadamente, com cuidado para não rasgar o papel. Quando a cola seca fica transparente e, além de a figura estar mais colada à casca, também adquire um leve brilho.

Dá para misturar várias técnicas, como usar o pinta-bolinhas e o adesivo, como fiz com a casquinha laranja, na foto.

Casquinhas prontas aguardando serem recheadas

Casquinhas decoradas com adesivo aguardando serem recheadas

Agora é só fazer o amendoim açucarado e rechear as casquinhas. E você, que tal reunir a família e descobrir seu próprio jeito de enfeitar ovos de Páscoa? É diversão garantida na hora de fazer e alegria na hora da festa.

Anúncios